9 de dezembro de 2014

Meu corpo é pássaro

"My body is a cage
That keeps me from dancing with the one I love
But my mind holds the key"

Eu quero ser livre
E que maior simbolismo de liberdade
Senão um pássaro pelo céu...
Liberto da gaiola?

Mas eu não voo
E nem saio correndo pelas campinas
Não tomo banhos de chuva
Como em filmes não reais

Como eu serei livre
Se não sou um pássaro
Nem estou preso em um filme de chá da tarde?

Mas sei que a resposta
Está em meu coração
Que me pede pra se abrir

Que meu peito seja brando
E respire pouco a pouco
Para eu ser livre de mim mesmo

Meu coração é pássaro
Meu peito é gaiola
Minha mente é o caminho
Minha boca é um fardo
Meus ouvidos minha escola

Meu coração é pássaro
Meu peito é gaiola


(Gláucia Minetto Martins)
04/12/2014

2 comentários:

  1. Fizeste-me compreender esse mal necessário. O coração é um pássaro, o peito - uma gaiola. E me perguntei, por todo o poema, se não haveria uma chave de libertação, se não haveria ao menos um voo imaginário, se não haveria algo que aquietasse a sede desse voo.
    De repente, percebi! Todos os corações são pássaros, todos os peitos são gaiolas... - mas há chaves!
    A tua é a poesia!
    Beijosssssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que lindo esse pensamento! E a tua chave é o perfeito entendimento.
      Beijos.

      Excluir