13 de junho de 2014

Eu e o mar - Parte I

imagem

eu nunca vi o mar
e mesmo assim falo dele como se o tivesse decorado
mas parece que ouço seu barulho
sinto a brisa e o sal
é que pensando no roteiro do mundo
dá pra ter uma palhinha das sensações...
aposto que não são nem um milésimo...

(Gláucia Minetto Martins)

2 comentários:

  1. Ocorreu-me a dúvida das dúvidas, juro-te. Serão estes versos pura poesia e imaginação? Ou uma confissão de que não viste mesmo o mar de perto? Pois é verdade que Jaú fica exatamente ao meio do Estado, tanto no sentido norte-sul quanto leste-oeste. Exatamente ao meio. Não pode ser que não lhe tenhas ouvido ao vivo os sons, os sons dos ventos, os sons das aves, os sons da chuva sobre o mar, expressão única da natureza. Uma coisa deveras convence em teu lindo poemeto: imaginá-lo não será um milésimo das sensações de tê-lo aos pés. Será isto? Se assim for, está certamente convidada. Mas aí, temo uma coisa... Quantas páginas de blogue te serão suficientes para os poemas que virão? Espero que nenhumas e nem todas! Beijosssssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois nunca vi mesmo o mar! hahaha Mas em breve espero conhecê-lo. :)

      Excluir