24 de junho de 2014

Sobre olhos e pássaros


2 comentários:

  1. 1. Que inspiração tiveste, em escanear o pedaço de papel! Muito especial, isso! 2. Que bela letra! Apesar de a teres qualificado (tão injustamente!) de garrancho, é muito bela e diz muito de ti. (Bom, ao menos eu achei que dissesse, rs...). 3. Que belíssimo poema! Eu ainda não houvera pensado em quão lindo é o verbo engaiolar! 4. Esses olhos e esses pássaros são pura imaginação... Aparenta-se mais uma bexiga furada, esvaziando... rs Beijosssssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Lucas!
      Apesar de não saber desenhar, sempre gostei de rabiscar olhos no canto de caderno, e de repente achei que pareciam um pouco passarinhos. Aí adaptei-os um pouco para - a meu ver - parecerem mais com pássaros que com olhos, e tive a ideia da poesia.
      Quanto à letra, escrevi correndo, é que geralmente ela fica melhor. hehehe
      E... Quanto à engaiolar, é algo egoísta, que contradiz muitas definições da palavra amor, por isso, no poema, a pessoa diz, "porém amar-te". Deve ser alguém um tanto obcecado! hahaha
      Obrigada pela visita, beijos.

      Excluir