24 de março de 2014

Rotina

Vivo nesse vício
Chamado rotina
Como um lar que me guarda,
Um planeta esférico
Onde ando para frente
E sempre volto ao começo...

Mas nesse mundo eu estou bem
Tudo é certo e planejado
Friamente calculo.
Desse jeito tudo está claro
Ganho tempo e ganho prática.
Uma existência simplificada.

Pode alguém dizer então
Pra eu mudar minha rotina
Arrisco, tento adrenalina.
Mas se o pulo virar também rotina
Deixa de ser novo.

Tento então algo mais simples
Altero um ou outro detalhe.
Porém de repente percebo
Que o que faço agora
É frequente e afinado.

Algo então sussurra em meu ouvido
"ro-tiii-na"
É ela, já chegou.
Finalmente percebo que ela chega 
Pra tudo que se faça,
Cômoda e perfeita
Útil e necessária...

Porque somos todos gente
De carne
E osso
Vivemos em nossos moldes
E por mais que se viaje
Lar não sai do nosso vocabulário.

(Gláucia Minetto Martins)

11 de março de 2014

Oração por uma alma

Para R.G.

Algo terrível arrebatou a tua vida
O mundo que você conhecia
Apagou-se num borrão
Os últimos dias foram maus
Te tiraram de si próprio.

É uma tristeza muito grande
Uma mácula, uma chaga
A tua ausência machuca a quem ficou
E tua lembrança acalenta.
Teus passos foram breves
Teus sonhos tanto quanto...

Meu Deus, olhai por essa alma
Chama-a pelo nome
Dê-a Vossa paz
E acolha-a no mais puro amor.

(Gláucia Minetto Martins)

10 de março de 2014

Em você, com você


imagem

Nos teus braços eu quero me abrigar
São as tuas mãos que eu quero que me tirem do chão
No teu colo eu quero estar
E à tua vida me juntar.
Em você encontro felicidade e paz...
Te quero brincando com os meus cabelos
Me tirando a calma
Mas me salvando no final,
Completando a minha alma.

(Gláucia Minetto Martins)

9 de março de 2014

Amiga

Para Ariana

Minha amiga
Linda menina
Mulher completa e cheia de sonhos,
Esperanças, dores
E repleta da beleza da vida.
O mundo te espera sempre
A felicidade está pronta para você...
Tudo o que você merece.
Minha amiga
Mulher tão forte
Quem me dera ser um pouco como você!
Sua personalidade marcou a minha vida
Sua alma sempre carregarei junto ao meu coração.
Desejo que nessa nova fase
Com paz, você caminhe
Ao lado do homem que te faz feliz.
Que seu matrimônio
Seja laço que nada jamais desate.

(Gláucia Minetto Martins)

4 de março de 2014

No meu peito


Tô aqui me perguntando
O que é esse aperto no meu peito
Que também é vazio...

Eu tô sempre bem
Mas basta olhar pra você
E aí meu peito fica meio assim.
Tão chato...

Acho que não é você que me faz isso
É o seu cabelo
A sua barba
E a menina nos seus braços
Naquela foto de fim de semana.

Essa menina não saiu mais de você
Ela mudou a vida dela, tomou outro rumo
Mas vocês ainda se cruzam...
Vão se colar um no outro
E pronto, já tenho que ver
Mais um relacionamento sério
Mais uma música pra dedicar
E um ritmo pra criar.

Mas e daí?
Eu também tenho meus rumos
Que são novos
E me prometem outros apertos no peito.

(Gláucia Minetto Martins)