3 de fevereiro de 2014

Calor

hoje a noite está quente
todo mundo já está cansado de ser qualquer coisa
por isso eu tinha pensado em abandonar as ironias
fingir que é tudo rascunho
nossa vida e nossa história

mas pela noite quente decidi falar mesmo
vou gritar minha ironia
me divertir com o que posso te dizer
te cutucar e pedir desculpas

não posso te mudar
mas não sou obrigada a tolerar calada
prefiro brincar com o cômico do trágico
e sobreviver à madrugada vazia
e ao sol expositor das nossas misérias

(Gláucia Minetto Martins)

Nenhum comentário:

Postar um comentário