9 de janeiro de 2014

A senhora e o epitáfio

imagem

Você é.
Meu eterno querer,
Minha eterna paixão.

Gosto de imaginar 
Eu um dia velhinha
Intacta, numa caixa de madeira.
Meus olhos fechados
Os cabelos em coque
Minhas mãos cruzadas sobre o quadril
E minha lembrança para quem fica
Seguida da sua.

Onde haja meu nome 
Que o seu esteja implícito
E no meu epitáfio
Fique a foto de uma senhora
Com um brilho nos olhos...

Mas nessa história 
Talvez você já tenha ido há tempos
Não sei se é porque não vive mais 
Ou porque nunca tenha vivido na minha vida.

Supero-o dia após dia
Mas sempre haverá uma dúvida,
Uma esperança. 
Suas iniciais no meu coração.

(Gláucia Minetto Martins)

Nenhum comentário:

Postar um comentário