20 de julho de 2013

A Hospedeira - Stephenie Meyer





"Melanie Stryder se recusa a desaparecer. Nosso planeta foi dominado por um inimigo que não pode ser detectado. Os humanos se tornaram hospedeiros dos invasores: suas mentes são extraídas, enquanto seus corpos permanecem intactos e prosseguem suas vidas aparentemente sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo. Quando Melanie, um dos humanos "selvagens" que ainda restam, é capturada, ela tem certeza de que será seu fim. Peregrina, a "alma" invasora designada para o corpo de Melanie, foi alertada sobre os desafios de viver dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, o excesso de sensações, a persistência das lembranças e das memórias vívidas. Mas há uma dificuldade que Peregrina não esperava: a antiga ocupante de seu corpo se recusa a desistir da posse de sua mente."

Ganhei  "A Hospedeira" - Stephenie Meyer, de um amigo, quando já tinha outras leituras na frente. Eu tinha vontade de ler logo a história, mas nunca desconfiava que ia gostar tanto. Estou completamente apaixonada por esse livro, que devorei em quatro dias. Não queria saber de outra coisa, a curiosidade pelo que ia acontecer em seguida aumentava cada vez mais. 
A narrativa é original e muito bem estruturada. Fala sobre o amor, explorando esse sentimento de um jeito inédito, interessante e lindo. Mostra sua origem na vida de Peregrina, seu desenrolar cheio de aceitação, sofrimento - no caso inevitável, e de significado tão grande que ultrapassa as barreiras até mesmo interplanetares. 
A narrativa explora também a esperança, o direito de acolhida, a morte e a vida, de um jeito sutil e altamente apaixonante. 
Vale a pena ler "A Hospedeira".

Um comentário:

  1. Olá Gláucia, tudo bem?
    Acabei esquecendo de te passar o endereço do meu blog.
    Ainda está em fase de construção, mas logo toma forma:

    http://suspirosfloresperdao.blogspot.com.br/

    Obrigado,
    Ícaro

    ResponderExcluir