29 de junho de 2013

Passarinho


Passarinho, por que canta tão triste?
Por que está tão sozinho?
Por que anda com os olhinhos tão baixos
E canta a história de um coração partido?
Por que não volta pro seu bando
Batendo as asinhas com alegria?

Olha passarinho, a vida é tão bonita
E as árvores são eternamente verdes ao sul
Lá não há outono com folhas mortas
E a primavera está sempre nos corações...

Lá os pássaros coloridos são seus vizinhos
E eles às vezes tiram uma pena ou outra 
Pra enfeitar seus ninhos
Mostrando pra quem quer que chegue
Que tudo sobrevive quando se quer bem a si mesmo.

(Gláucia Minetto Martins)

Nenhum comentário:

Postar um comentário