5 de fevereiro de 2013

As mãos


O quente permanente das tuas mãos
remete-me a carinho e intensidade;
enlouquece-me
e leva-me aos mais lindos sonhos.

O seu toque, disfarçado
é calmo, mas urgente.
Promete muito mais,
vai contra qualquer razão.

As suas mãos arrebatam a mim
e o encontro delas comigo
arrebatam a você também...
Leva-nos sempre de volta
para o amor.

(Gláucia Minetto Martins)

2 comentários:

  1. Ah, as mãos... como podem, tão pequenas e tão acolhedoras?
    Adoro mãos e "As mãos".
    Beijo, Gláucia!

    ResponderExcluir