3 de outubro de 2011

Eu sei, e isso basta


Desdobra meu querer, baby
Vêm pro meu colo
Molda meus carinhos,
Minhas ações,
Meus traços ríspidos,
Meu jeito arisco
Que além de arisco é arriscado.

Volta desse passado vago
Faz o presente forte,
Como o gosto do meu sangue.
Porque eu sei, baby...

Eu sei que nós dois somos muito mais
Que eu e você...
Somos unha e carne, baby
Vida e retina.


Foto

Nenhum comentário:

Postar um comentário