5 de setembro de 2011

A espera



Você sempre esteve lá
Você sabe que menti
Você pode me ver
Além do que é dito...

A chuva castiga o chão
Ponteiros moldam a mente

O vento une as folhas
Sem a influência desses passos incertos...

Deixe que a estrada
Se prolongue solitária.

Foto

Nenhum comentário:

Postar um comentário