24 de julho de 2011

Ao tecer dos dias


Eu quero ver através dos teus olhos
Preciso traduzir a tua alma
Eu quero ser a cura
Pros teus dias solitários.

Eu quero te dar a mão.

Eu quero sentir o aroma
Desse único instante
Que estarei em seus sonhos.

Quero encontrar seus passos lá no fim
E limpar seus sapatos
Sujos de terra e discórdia.

E um dia eu quero sentir o sal
De tudo o que foi vivido
Nessas lágrimas que caem.

Eu quero apenas te abraçar
Pensar em tudo que já passou
E lembrar
Nem que seja por um instante
Que tudo é construído
Fio a fio
Nessa teia da vida,
Nessa teia de passos...

Do berço ao pó.

Foto

12 comentários: