21 de janeiro de 2011

Um ponto final?

E o que eu faria para explicar o que não se pode entender?
Quando não há o que dizer...
Quando chega o medo de perder o que nunca se possuiu.
Quando se foi esquecido.

Melhor não comentar, melhor não dizer nada.
Mesmo estando presente.
Melhor não continuar.

3 comentários:

  1. Talvez meu Parabéns já esteja ficando quase sem aquele impacto..."Quase sempre dou" ASHAUHSUA, mas não deixarei de parabeniza-lá, é merecimento !

    ResponderExcluir
  2. Aaaaah Glaucinha! Hehe... lindo o que vc escreve!
    Obrigado por me visitar, às vezes, até eu me esqueço de fazê-lo.

    ResponderExcluir