12 de setembro de 2010

Um refúgio, uma lembrança

A paisagem exalava uma paz nunca sentida, imensa. A alegria se expressava nos lábios de cada um de nós, inabalável.
Deixamos para trás tudo o que nos preocupava. Tudo ficou no chão de madeira, nas tantas lágrimas caídas naquele chão tão pressionado, que abrigou tantas e tantas mágoas, tantos gritos e temores.
As árvores tão calmas lembravam a paz infindável trazida para nós, a troco de nada. Descobrimos maravilhas, ouvimos o mundo. Tudo de mal já passou, enxergamos novos horizontes.
Tantas pessoas reunidas por um só querer. Amo tudo intensamente. Conheci tudo como em um sonho, redescobri verdades esquecidas.
Aquele momento se eternizou em minha memória. Talvez o mais especial de tudo o que já vivi. Tudo tão confortador.
Foi meu único refúgio. O único lugar de mentes tão iguais... inseguras, com seus demônios a vencer... e vencidos!
O que eu não daria para voltar àquele momento!
Na reta final, o melhor caminho descoberto.
Posso ver todos novamente, parados no tempo, como em transe. Eu os aprisionei comigo para todo o sempre.
Mas tudo perdido, nas profundezas da memória. Irrecuperável.
(Lembranças do PHN)


5 comentários:

  1. muuuuuito lindo,continue porque você leva muito jeito para isso.

    ResponderExcluir
  2. As vezes as coisas perdidas; as oportunidades, ou tudo que ficou pra tras, nos traz uma lembrança, uma lembrança que nunca esquecemos ! Never .

    '' O bom é que as lembranças ficam, porque sabemos de que tudo o que passou valeu a pena '' !

    Parabéns pelo blog *-*
    Vou estar sempre aqui !

    http://fersilverio.blogspot.com/

    visite -

    ResponderExcluir
  3. Que lindo guria! Quanta intensidade... Belo post. Beeejo,beeejo, boa semana. ;*

    ResponderExcluir
  4. OMG !
    seu post me fez refletir '-'
    perfeito seu texto flor !
    obg pela visita lá no Textos sem fim floor !
    Beeeijo ;*

    ResponderExcluir